O que é Monitoramento Contínuo em DevOps?

O que é Monitoramento Contínuo em DevOps

Por Rileena Sanyal

O monitoramento contínuo em DevOps é o processo de identificação de ameaças às regras de segurança e conformidade de um ciclo e arquitetura de desenvolvimento de software. Também conhecido como monitoramento de controle contínuo ou CCM, este é um procedimento automatizado que pode ser estendido para detectar inconsistências semelhantes em infraestruturas de TI. O monitoramento contínuo ajuda as equipes técnicas e de negócios a determinar e interpretar análises para resolver problemas cruciais instantaneamente. O monitoramento de experiência digital, ou DEM, por outro lado, é o processo de otimização do comportamento operacional e da experiência de um sistema.

O monitoramento contínuo ou CM é um passo para o final do processo de DevOps. O software geralmente é enviado para produção antes que o monitoramento contínuo seja realizado. O CM informa todas as equipes relevantes sobre os erros encontrados durante o período de produção. Uma vez detectadas, essas falhas são analisadas pelas pessoas envolvidas. As ferramentas de DevOps para monitoramento contínuo incluem Prometheus, Monit, Datadog e Nagios.

O monitoramento de controle contínuo ajuda muito as empresas a adquirir dados de vários ecossistemas, que podem ser usados ​​para tomar medidas de segurança mais robustas, como avaliação de ameaças, resposta rápida a violações, análise de causa raiz e forense cibernética. Além disso, o monitoramento contínuo mantém uma guia e relatórios sobre o bem-estar geral da configuração do DevOps.

Objetivo do monitoramento contínuo em DevOps

O monitoramento contínuo em DevOps tem alguns objetivos específicos:

  1. Muitos componentes das operações de software podem desencadear resultados devastadores, como violações. O monitoramento contínuo visa fortalecer a transparência desses ambientes, mantendo um sistema vigilante para monitorar e resolver esses problemas.
  2. O monitoramento contínuo visa identificar inconsistências de desempenho e fontes de erro. Ele também resolve esses problemas usando soluções relevantes para proteger a empresa.
  3. O monitoramento contínuo ajuda as empresas a manter um registro da experiência do usuário. O CM é especialmente útil para rastrear o feedback do usuário após uma alteração ou atualização recente de um software ouaplicativo. Isso ajuda as empresas a construir e fortalecer suas estratégias de negócios.

Tipos de Monitoramento Contínuo

  1. Monitoramento de infraestrutura

Criar e manter a infraestrutura de TI internamente é fundamental para empresas que dependem muito desse sistema para desenvolver e entregar serviços e produtos. As infraestruturas de TI normalmente incluem componentes como armazenamento, unidades de software e hardware, data centers, servidores, redes e assim por diante. O monitoramento da infraestrutura supervisiona esse ambiente para ajudar as empresas a tornar seus produtos melhores e mais sustentáveis.

As ferramentas de monitoramento de infraestrutura devem cuidar das seguintes tarefas:

  • A disponibilidade de um servidor determina sua capacidade de lidar com suas tarefas com eficiência. As ferramentas de monitoramento de infraestrutura devem observar esse atributo de um servidor.
  • Outra métrica que determina a eficiência de um ecossistema de TI é o uso de discos e da CPU. Sistemas ineficientes podem levar mais tempo para executar uma determinada tarefa, prejudicando assim o desempenho da configuração. As ferramentas de monitoramento de infraestrutura podem evitar isso rastreando o uso da CPU e do disco e fornecendo feedback caso surjam problemas.
  • As ferramentas de monitoramento de infraestrutura devem mostrar a confiabilidade de um sistema rastreando e monitorando seu tempo de execução.
  • Erros são partes inevitáveis ​​do maquinário. Eles podem ser reduzidos, mas nunca eliminados. Uma ferramenta de monitoramento de infraestrutura é responsável por rastrear o tempo de resposta de um sistema se e quando ocorrer um erro.
  • Além do acima, essas ferramentas também devem monitorar a segurança, armazenamento, permissões, o bem-estar dos bancos de dados, switches de rede, desempenho e assim por diante.

Ferramentas DevOps para monitoramento de infraestrutura

Nagios

  • Uma ferramenta de código aberto que ajuda no monitoramento de infraestrutura.
  • O Nagios torna a análise de dados de log um procedimento muito mais simples.
  • Monitora extensões de gerenciamento Java, sistema operacional de servidor e desktops.

Prometheus

  • Uma ferramenta de monitoramento de infraestrutura de código aberto que acumula e analisa dados relacionados a séries temporais.
  • O Prometheus usa o Simple Network Management Protocol, popularmente chamado de SNMP, para adquirir números de desempenho de toda a rede.
  • Acumula e preserva dados.
  • Reduz significativamente o tempo necessário para configurar um ambiente.
  • Funciona bem com ecossistemas como Kubernetes e Docker.
  • O Prometheus pode se integrar e funcionar bem com Salt, Puppet e assim por diante.

2. Monitoramento de aplicativos

O monitoramento de aplicativos fornece informações sobre um aplicativo – desde o tempo de atividade do aplicativo, segurança até desempenho e tempo de log. As ferramentas de monitoramento de aplicativos geralmente rastreiam respostas de API, tempo e volume de transações, respostas do sistema e o bem-estar do ecossistema de aplicativos. Os relatórios são gerados principalmente na forma de estatísticas e gráficos que são imensamente úteis para entender o desempenho do aplicativo.

As ferramentas de monitoramento de aplicativos devem cuidar das seguintes tarefas:

  • SLA ou acordo de nível de serviço é um contrato entre um fornecedor e seu comprador que descreve as cláusulas dos serviços que o primeiro concorda em fornecer. As ferramentas de monitoramento de aplicativos devem ser ágeis no rastreamento do status do SLA.
  • Essas ferramentas devem ser hábeis em calcular e analisar a frequência de erros em um aplicativo.
  • As ferramentas de monitoramento de aplicativos devem estar atentas às transações no final do usuário, páginas que demoram para carregar, velocidade do navegador e velocidade dos recursos fornecidos por operadores externos.

Ferramentas de DevOps para monitoramento de aplicativos

Datadog

  • Esta é uma ferramenta paga que auxilia no monitoramento de aplicativos, serviços, bancos de dados, servidores utilizando um ambiente SaaS.
  • O Datadog suporta mais de 80 integrações para sistemas customizados.
  • O Datadog fornece informações sobre o desempenho de todas as ferramentas necessárias no ciclo de DevOps.
  • A ferramenta também auxilia na visualização de dados relacionados a ambientes upstream e downstream.

Splunk

  • Uma ferramenta paga que explora, examina e avalia dados de máquina acumulados do ecossistema de TI.
  • O Splunk fornece inteligência operacional, análise de dados e uma visão unificada de todos os serviços de TI oferecidos às equipes de back-end.
  • O Splunk oferece suporte a soluções de segurança personalizadas que podem ser adicionadas à plataforma como extensões.

3. Monitoramento de rede

O monitoramento de rede lida com um dos componentes mais importantes das redes de processo DevOps. As ferramentas facilitam a avaliação de switches, servidores, máquinas virtuais, firewalls e roteadores. O monitoramento de rede abrange cinco tarefas: descobrir, delinear, detectar, observar e relatar. Esses sistemas são proativos em encontrar falhas e otimizar o desempenho e a disponibilidade dos componentes que monitoram.

As ferramentas de monitoramento de rede devem executar as seguintes tarefas:

  • Eles devem monitorar a latência e a largura de banda do servidor.
  • As ferramentas de monitoramento de rede também devem ser capazes de rastrear o fluxo de pacotes em uma rede.

Ferramentas DevOps para monitoramento de rede:

Wireshark

  • Uma das melhores ferramentas para monitorar e analisar o tráfego em uma rede.
  • Rastreia atividades duvidosas, pacotes perdidos e latência.
  • Ferramenta gratuita, mas geralmente requer excelente experiência para usar.
  • Captura e traduz pacotes em um formato binário para legibilidade humana.

NMap-Network Mapper

  • Uma ferramenta de monitoramento de rede de código aberto que auxilia na identificação de vulnerabilidades.
  • O NMap monitora hosts singulares e redes massivas que consistem em um grande número de sub-redes.
  • O NMap permite que seus usuários coletem e identifiquem recursos da web com o uso de dados coletados.

Benefícios do monitoramento contínuo

  • Melhor segurança: O monitoramento contínuo pode ser utilizado para automatizar muitas medidas de segurança. O CM analisa dados em todo o ecossistema, dando às equipes de back-end um amplo espectro de visibilidade em todo o ambiente. Isso ajuda a identificar inconsistências e acionar eventos que podem levar a falhas de segurança.

Os administradores do sistema podem identificar ameaças de segurança e responder a elas com muito mais rapidez devido ao monitoramento contínuo. Feedback mais rápido e relatórios em tempo real ajudam as equipes de segurança a evitar tentativas de violação e diminuir as consequências caso ocorra um ataque.

  • Erros de desempenho são detectados mais cedo: O monitoramento contínuo é flexível em sua entrada no ciclo de desenvolvimento de software. Embora o CM seja tradicionalmente introduzido durante a fase de produção, iniciá-lo em ambientes de preparação e teste pode ajudar a determinar inconsistências de desempenho muito antes do tempo. O ciclo de produção pode, portanto, lidar apenas com versões mais estáveis.
  • O tempo de inatividade do sistema é significativamente reduzido: os tempos de inatividade do sistema são famosos por causar interrupções significativas nas operações de negócios, onde incidentes recorrentes podem levar a uma perda de receita. O monitoramento contínuo pode ajudar as equipes técnicas a manter um olhar atento sobre o banco de dados, a rede e os aplicativos, ajudando a resolver quaisquer problemas antes que eles causem tempo de inatividade do sistema. Problemas passados ​​também são avaliados para evitá-los no futuro e para criar soluções de software mais aprimoradas.
  • Facilita o melhor desempenho para o negócio: como o monitoramento contínuo funciona para aliviar os tempos de inatividade do sistema, ele melhora a experiência do usuário e a credibilidade do negócio. Além disso, o monitoramento contínuo é usado extensivamente para rastrear o feedback do usuário que é útil ao avaliar novas atualizações e alterações no sistema.

Conclusão

O monitoramento contínuo é um procedimento de automação crucial no ciclo de vida de desenvolvimento de software. Ele visa aprimorar a transparência, o desempenho e a experiência do usuário dos ecossistemas de TI. Existem três tipos de monitoramento contínuo no local:

  1. monitoramento de infraestrutura que supervisiona as unidades de hardware e software, armazenamento, servidores e assim por diante,
  2. monitoramento de aplicativos que rastreia as respostas da API e do sistema, o tempo e o volume da transação e a integridade geral do aplicativo,
  3. monitoramento de rede que descobre, delineia, detecta, observa e relata inconsistências em uma rede.

O monitoramento contínuo melhora a segurança, detecta e elimina erros de desempenho, reduz o tempo de inatividade do sistema e auxilia na construção de melhores estratégias de negócios para impulsionar o crescimento e a receita.

HeadSpin é a primeira plataforma de IA de experiência digital do mundo que trabalha para fornecer informações valiosas sobre a saúde digital e o desempenho de seus negócios. Oferecemos dados com inteligência artificial, alertas proativos, monitoramento detalhado e visualizações intuitivas para ajudá-lo a medir seu crescimento em tempo real. Não apenas ajudamos você a resolver problemas no nível de origem que afetam a experiência do usuário, mas também o ajudamos a acompanhar todos os KPIs relevantes para sua empresa.

Saiba mais sobre a Headspin solicite um teste gratuito!

Fonte: Headspin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.